Lei do Tabaco

Ora, como não podia deixar de ser, sendo um não fumador de longa data (mais precisamente 23 anos, que é a minha idade =), tinha que vir falar, neste novo ano, da tão polémica “Lei do Tabaco”.

Pelo que acabo de ler muitos foram os locais que não fizeram cumprir a lei logo a partir das 00h do dia 1 como estava escrito. E eu digo… o Governo anda a dormir. Com o país tão malzinho de finanças tinha sido uma excelente oportunidade para facturar umas centenas de Euros. Onde é que andava a ASAE?! Ainda de volta da Ginginha do Rossio?! =)

Agora mais a sério, eu apesar de acérrimo defensor desta nova Lei até aceito a prevaricação nesta noite de comemoração. Agora o que espero sinceramente é que seja para ser cumprida MESMO!!! Há dias dizia a D. Luísa Castel-Branco que não era admissível tirarem-lhe o direito de se sentar à mesa dum bom restaurante, ter uma boa refeição e no final poder fumar o seu belo cigarrinho… E eu pergunto a essa senhora: E eu não terei também o direito de ir a esse mesmo bom restaurante, ter também uma muito boa refeição e durante ou no final da mesma não levar com o fumo do tabaco que além de me incomodar faz mal?!

Estão todos convidados à discussão, mas com maneiras se faz favor =) deixem comentários…

3 thoughts on “Lei do Tabaco

  1. Pois concerteza, claro que o senhor tem todo o direito de frequentar todos os locais que uma pessoa que fuma o seu cigarrito, acontece que para o senhor usufruir da sua liberdade está a castrar a minha.
    O que eu acho verdadeiramente justo é que existam os dois tipos de espaç, assim o senhor só vai onde se fuma se quiser e eu só vou onde não se fuma se me apetecer…

    Percebeu, senhor ’sensível’, desta forma temos os dois a liberdade de fazer o que nos apetece sem nos incomodarmos mutuamente.
    Sem fundamentalismos nem radicalismos, o que, como já foi diversas vezes comprovado pelos factos históricos só tem trazido desgragas.

    Nota: este comentário foi editado pelo Administrador. Em vez dos dois comentários deixados pelo leitor reuni todo o texto num único. Não foi acrescentada ou retirada qualquer informação.

  2. “O que eu acho verdadeiramente justo é que existam os dois tipos de espaç, …”

    Bom, a Lei prevê exactamente essa situação. É possível em muitos estabelecimentos haver um espaço para Fumadores e outro para Não Fumadores, sendo que para isso devem ser reunidas certas condições… se os cafés, restaurantes e etc não têm capacidade para ter essas duas áreas eu já não tenho culpa.

    Quanto ao facto de estar a “castrar” a sua liberdade… bom, ao Fumar o senhor também estará a “castrar” a minha… e agora em que ficamos?! Sendo que o natural é não fumar (nós fumamos por opção, não é algo que nos seja necessário para a sobrevivência) se calhar tenho mais razão porque os fumadores é que estão a “errar” (e façam-se notar as ASPAS no errar).

    Obrigado pelo comentário

  3. O meu comentário “postado” aqui vai apenas no sentido de alertar o Umg Ajoir Ritado, bom conhecedor das liberdades e direitos de cada um, se bem que os comentários relativos à sensibilidade do editor do primeiro artigo sejam despropositados e desnecessárias (até porque como se tem visto em vários locais de expressão de opinião, elas são muitas e variadas, mas cada um tem direito à sua por mais disparatada que seja, o que não é manifestamente aqui o caso) mas queria eu, dizia, chamar-lhe a atenção que em todos estes locais que defende poder exercer o seu direito a fumar trabalham pessoas. Pessoas que não permanecem aí apenas uma ou duas horas, mas um dia inteiro de trabalho, cinco dias por semana, uma vida de trabalho a “levar” com o fumo dos outros. Você que tanto se preocupa com direitos, não quererá concerteza olvidar os destas pessoas que aí ganham o pão… E para mais, a castração de direitos sempre existiu. Lembro-me desde pequeno me dizerem que os direitos de cada um acabam quando começam os dos outros. E a questão nem me parece complicada… Qual o direito mais susceptivel de ser castrado?? O de alguém sem vícios, que não incomoda ninguém, que está apenas “na sua”, ou o de alguém que com o seu vício prejudica a saúde dos outros, incomoda e desrespeita quem está à sua volta?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>